Wednesday, May 23, 2007

Pseudo 35 e minha Deusa



Há tantos e alguns outros anos atrás
Nasceu cheirosa, perfumada e sagaz
Nasceu já pronta a cair à gandaia
Pronta para desvendar a maracutaia

Louca de grotesca sanidade
Sã da pitoresca realidade

Há tantos e alguns outros tempos
Chegou crispada, manjada e sabida
Cresceu sorridente, animada e querida
Cresceu bem vista, bem amada
Como cresce a noite culminando à madrugada

E eis, agora adulta, essa menina
Querubim de gente, serenata à bailarina
De nome composto de palíndromos meios
Do calor estrondoso resguardado em seus seios

Deusa da escuridão, rainha de Sabá
Deusa da iluminação, da cantiga-sabiá
Que só depois nasci a ver
Aos seus pés sentir e ter
A deusa que há alguns outros e tantos anos atrás
Nasceu cheirosa, perfumada e sagaz

RF

7 comments:

ACANTHA said...

Estive no Achei USA e gostei muito do que li, lá e cá. Parabéns!

Lilith said...

Daqui a outros tempos, curto espaço, chego pra te iluminar e te perfumar... Alimentar com fartura minha divindade, que vive às custas do teu amor.

Marconi Leal said...

Gostei muito dos dois últimos versos.

Jens said...

Puxa vida!
E eu aqui sozinho nesta cidade gelada... sniff, sniff, sniff...

R.C said...

Obrigado, Acantha, volte sempre, vou te visitar se tiveres blogue e te linkar!

Lilith, aos seus pes estou ;-)

Marconi, grande presenca, grande presenca!

Jens, jamais estamos sozinhos, fora que acho que o seu potencial eh a coroa garanhao, e ainda creio que tens muitos outonos e invernos, mas muitas, muitas primaveras pela frente ;-)

abrax e bjx a todos, TODOS

RF

Pirata Z said...

Ah, l'amour...
Vida longa a ambos - preferencialmente, juntos, claro.
Besos e bençãos do
"Tio" quase cupido

Priscila said...

Ah. lindo poema. lindo.

O amor essa flor....hahahahahahahaha


beijocas