Sunday, December 28, 2008

Feliz 2009!

Ano esse que termina, ano este que começa

            Recomeça, re-termina, retrospecto respaldo,

            Resplendor sem dor, sem mágoas, sem tréguas desnecessárias,

            Sem descanso, do suor, do laboro do amor, do laboro do ardor

            Incapaz de descansar no descanso do que finda

            No descaso do que finta a alegria, ao abandono

            Apenas do dedo do medo, dos braços das trevas forjadas,

            Reforçando meus votos, seus votos democráticos,

            Em que a maioria torna-se tudo, todos nós em um só corpo,

            Todos nós no hoje que amanhã também será.

 

            Amo

            Me amo

            Vos amo

            A amo

 

            Feliz 2009!

 

            Roy Frenkiel, Belo Horizonte, 28 de Dezembro de 2008

8 comments:

Vais said...

Olá Roy,
ê moço, tá curtindo amores em BH, e esta chuva que só cai...
desejo tudo de bom para 2009, força, alegria, e tal e tal
inté :>

Roy Frenkiel said...

A Lilith prometeu sol e agua de coco! Sacanagem essa chuva, mas amaninha melhora :-)

sôdoida said...

Menino, eu sempre penso no qto perco qdo não venho aqui... Querido, bom saber que vc tá na companhia de uem vc ama, visse? E espero que ame muuuuuito!!! Que todos os anos de sua vida sejam de muita luz, paz, e muitas alegrias! Um beijo, mas daqueles beeeeeeeeeeeeeeeem carinhosos MERMO! :-D
Shi

luzdeluma said...

Espero que seu natal tenha sido repleto de paz e harmonia! Feliz 2009 Roy! Cheio de coisas boas, realizações e força pra enfrentar os dias difíceis que por mais que a gente não queira, sempre chegam! Se cuida!! Beijus

Cris said...

Legal, garoto, que bom ler :"Roy, BH..." Parabéns aos dois!!!

Beijo duplo.

Regina Ramão said...

Roy,

Às vezes, antes de dormir, em dias em que meu ego está inflado, imagino que estou olhando para a Terra de um lugar muito longínquo, consigo ver apenas uma bola zaul do tamnaho de uma bolita. Imagino a humanidade como minúsculas partículas, me incluo junto e percebo que não sou nada.

Outros dias, quando minha auto-estima está abaixo do rabo do cavalo, imagino quantas idéias cabem na minha mente. Quantos sonhos, imagens,quantas viagens a lugares maravilhosos que só existem na minha imaginação. Imagino-me uma pessoa melhor, quase perfeita. Aí percebo que sou tudo.

Que em 2009, e sempre, saibamos dosar o tudo e o nada na eterna busca da evolução.

Feliz 2009!
Beijo no coração!

Re

Beti Timm said...

Roy

Feliz 2009, e espera o sol que ele vem (já deve ter aparecido) e aprendi a lhe querer bem.

Beijos

jorginho da hora said...

Pois é, Roy, estamos num mundo em que matar, por exemplo, já virou coisa banal corriqueira. Num mundo assim, ler poemas como esse nos alegra e automaticamente desperta a nossa simpatia pelo autor.

Feliz ano novo prá vc também, meu chapa!