Monday, May 12, 2008

Bom Retiro

Na atualização do único assunto interessante a esta casa, menciono que amanhã Hillary Clinton deve vencer em West Virginia por mais de 20, talvez mais de 30 pontos percentuais. Também aviso que nesse final de semana Barack Obama conquistou mais seis super-delegados, criando assim um empate inédito pela contagem da CNN, na qual ambos mantém 273 oficiais de votos incondicionais.

Esses dias li de um cidadão com quem sempre debato nas comunidades orkutianas, que o conceito de “democracia” interpretado pelo partido “Democrata” parece lesado pela concepção do fato de que um super-delegado “vale 9 mil votos”. Esse mesmo cidadão pertence ao único grupo ideológico de direita que proporciona debates menos dogmáticos, os libertários, que basicamente assumem a posição na qual o governo deve deixar o povo viver com a mínima regulamentação possível e, distintos dos conservadores, incluindo em valores morais e religiosos. Logo, não me é difícil concordar com sua posição a respeito da vulga “democracia” do partido entitulado em nome da mesma.

No decorrer das campanhas democratas, ambos candidatos se desgastaram e ao menos outorgaram os primeiros golpes gratuítos ao rival republicano, John McCain. Obama sofrerá ainda com o caso do pastor Jeremiah Wright, e Clinton, caso ainda manter-se viva contra todas as más chances, sofrerá por suas falsas memórias, ou por seu voto à guerra no Iraque.

Ao mesmo tempo, quiçá haja alguma lógica oculta, algo que nós, simples telespectadores e aficionados pelas notícias que nos despejam e pelas opiniões que nos fazem engolir, não consigamos enxergar. Quem sabe o plano final é realmente uma sociedade presidencial entre ambos candidatos, ou a garantia de que Hillary Clinton mantenha cargo qualquer de importância suma na Casa Branca.

A questão é, será que essa disputa não desgasta o eleitorado muito mais do que o nome do partido?

Hoje, Andrea Mitchell da MSNBC, canal que assisto relativamente mais do que a CNN antes de sair de casa e quando chego do trabalho, disse que eleitores de Hillary Clinton já começam a sentir o reflexo do cansaço da candidata. Percebendo que sua nomeação ao partido vê-se cada vez mais distante, os fiéis democratas sabem que não perderão a presença da senadora caso ela se retire das pré-eleições vencendo por 30 pontos percentuais em West Virginia. Com seu nome ainda nas urnas de Kentucky, estado que também retém com grande vantagem, a probabilidade de uma vitória por tabela faz honra em seu retiro.

Sendo a primeira mulher a chegar tão longe na disputa da nomeação do crescente partido Democrata, rival do primeiro homem negro a vencê-la, Clinton apenas ganha em popularidade, e permanece viva para as próximas eleições. Portanto, duvidemos que ela não peça à sua base para que se úna em volta de Barack Obama.

A questão, porém, permanece: Será que a base eleitoral de Clinton se unirá em torno do senador de Illinois?

Hoje, todavia, a situação não mais parece tão indefinida quanto antes da última Terça-Feira. A ex primeira dama vê-se a uma distância matematicamente impossível de seu jovem rival. Como todos os analistas dizem (ou prevêem, “misteriosamente”), Obama só perde caso lhe aconteça algum desastre.

John McCain deixará, em breve, de ser uma pós-nota em meus textos. Pois, espero que mais breve do que tarde.

RF

3 comments:

Jens said...

Porra, e depois ainda tem a eleição pra valer. Seja quem for o candidato democrata, haja folêgo e batida de abacate.

loba said...

Mas escuta: não seria uma das funções destes super delegados estar cuidando das bases eleitorais?
Afinal, o que se tem pela frente é a representação do partido né?
Desculpe se fiz uma pergunta idiota. Náo entendo nada de politica americana. Mas Obama parece que está mexendo até comigo!!! rs...
Beijo

R.C said...

Sim, Loba, a funcao do super-delegado seria "votar de acordo com a propria consciencia", como queira, desde que seja em prol do objetivo a Casa Branca. Nesse caso, como sai na postagem que estou preparando, Barack Obama ainda precisa trabalhar muito para conquistar o voto feminino, e de "cidadaos brancos do colarinho azul". Aguarde a proxima postagem que talvez entenda melhor.

bjx

RF

PS: Nao eh uma pergunta nada estupida.