Wednesday, December 05, 2007

Curitcha

Quando me perguntaram gargalhando o que sentia sobre o rebaixamento do Curitcha, irritei-me em princípio. A irritação é pela causa de que as pessoas, tantas, gostam de rir-se das desgraças alheias, e aproveitam uma desgraça individual de um time PÉSSIMO para rir-se dos demais. A irritação vem da pobreza da mente dessas pessoas, que encontram alegria no rebaixamento de um time que nem ameaça representa, e que faz parte do mesmo Brasil de todos. Irrito-me porque até não ouvir as galhofas dirigidas a mim, que não ganho com o Curitcha e não perco com o Curitcha, nem me importava com o rebaixamento à segunda divisão. Assisti, enquanto morava no Brasil, Palmeiras e Botafogo caindo e subindo. Ouvi falar das maracutaias do Fluminense. Sei que outros times, como o Flamengo, só não caíram no passado porque não sei qual foi o último campeonato brasileiro legítimo, se é que houve algum. Agora não é que já mais do que suspeitam que o título gambá de 2005 foi comprado? Pois é... O pior é que vocês deixam, ouçam e leiam bem: VOCÊS deixam, ninguém mais tem culpa, responsabilidade ou martírio. Enfim, como não há uma sequer camada do país de vocês que não é regida pela corrupção; como as leis que vocês obedecem são uma verdadeira palhaçada; eu entendo que tantos de vocês precisem celebrar alguma coisa, nem que seja a mediocridade do futebol brasileiro atual. Agora vejam bem: O campeão do brasileiro por pontos disparados foi o mesmo time que saiu da Libertadores mais cedo do que Papai Noel na Páscoa, e que perdeu de um time colombiano de segunda divisão (Milionários) para sair fora da Sulamericana. Esse é o melhor time do Brasil... Imaginem o pior... Para todos aqueles que encontram consolo medíocre em rir-se dos outros por uma perda que não é de absolutamente ninguém, um abraço rijo pelas costas.

Aos demais, abrax,

RF

3 comments:

Onapomona said...

Oi Roy,
Não sei como ficou parecendo o meu comentário sobre a queda do corinthians no meu blog, no meu fotoblog eu acho que deixei mais claro, disse que acho rebaixamento triste, sempre, mas o que me interessou um pouco foi a alegria dos palmeirenses.
Porque eu não tenho nada especialmente contra o Corinthians nem contra time nennhum que não seja o São Paulo,claro.Mas aquela festa ,aquele tipo de coisa a gente ouve falar que acontece, mas eu nunca tinha visto ao vivo. Que coisa!Entendo tudo o que você disse, e respeito muito, imagino como seria se fosse o meu Santos, porque até poderia ter sido, o nível do campeonato brasiliro é bem baixo.
Sinto muito, de verdade
Camila

Michele said...

Poxa Roy... lendo isso até me deu um certo peso na consciencia, mas... sinceramente, não me arrependo de ter dado risada, e pior, gostado realmente do acontecimento.
Olhando a cara de desespero da torcida, imaginei... e se fosse o meu São Paulo? Putz... estaria do mesmo jeito...

Jens said...

Hummm... presssinto que estou diante de um corintiano de cabeça inchada. Sei o que é isto, principalmente quando lembro do campeonato de 2005, quando o meu Inter, o Glorioso Colorado dos Pampas, foi garfeado para que o Corinthians fosse campeão. Coisas da vida e do futebol.
***
Tá, tá... O futebol é um dos ópios do populacho. Mas que é bom tocar flauta, ah, isso é.
***
Não fique triste. Como diz a Odaléia: isto passa, meu filho.
***
Sim, voltei. Não deu pra ficar sem escrever e, muito menos, ler e comentar as coisas escritas pelos amigos.
***
No mais: arriba! Tudo vai dar certo com o GAÚCHO Mano Menezes no comando (esse é bagual dos bons).
***
Um abraço, companheiro.